outubro 2019
S T Q Q S S D
« set    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
Artigos recentes

Textos

Energia

Energia. As coisas não foram feitas pra durar.

Como um amigo me falou outro dia:” Tudo no universo são átomos ligados por energia. Sem energia tudo se desfaz. E então tudo que você quiser manter ligado / conectado, você precisa dispor da sua energia pra isso.”
Sem seu esforço é tudo ganho fácil. Talvez ganho fácil p’ra um lado, mas alguém precisa colocar sua energia dobrado p’ra fazer dar certo. E isso vale p’ra vida. É no trabalho, nas amizades, na família, nos relacionamentos amorosos e p’ra qualquer coisa funcionar direito.
Percebo cada dia que passa o tanto de conexões que foram rompidas por falta de energia. E as vezes tá tudo bem, afinal nós mudamos com o tempo e o que era importante não é mais agora… E precisamos aceitar.
É você ir na faculdade que formou, nos lugares que toda semana frequentava e até na casa que morou um dia e não enxergar mais nada familiar… A cor da parede mudou, você não conhece mais ninguém ali… Você já não é mais o mesmo.
Parece que nada resultou daquela sua energia concentrada por tanto tempo naquele lugar e que os ambientes se alteram com um intemperismo: você não estava lá p’ra dar uma manutenção semanal e aí assusta quando olha p’ra aquilo jogado meses na chuva e no sol num canto do jardim.
Quando paro p’ra pensar, sinto um medo profundo num breve instante. É terrível se lembrar que as regras do universo valem p’ra nós e que a vida instável é como a galáxia solta num espaço cósmico sem ter certeza de seu propósito.
Mas as coisas não foram feitas pra durar.
O que temos é o instante, um presente p’ra se concentrar nossa energia em algo antes que esta se perca de vez e o nosso corpo seja resultado de um intemperismo. Talvez tudo que passa pela nossa vida seja apenas p’ra nos alterar e que nosso propósito seja, afinal, colocar nossa energia em algum propósito que vá durar mais que nossos átomos ligados por energia.

Mais contos em: https://thaioconde.art.br/category/textos/

Casca quebrada

Não sou um brinquedo com defeito
você não tem o direito
de me olhar assim.
Posso estar na cadeira de rodas,
mas tenho os pés no chão
estou dando passos e você não.
Não sou a deficiência numa pessoa
eu sou alguém além da minha casca quebrada
Posso dar carinho e amor
Sinto muito pra você se isso te atrapalha.

Solidão e solitude

Já fico tão só que não sei o que sou
Ou não sei o que é o outro
ou se sou além de outros
e sou a única existência.

Já durmo tão só
que me alinho com os gatos
em um desenho abstrato
Como se eu tivesse no mato
perdendo minha eloquência.

Já tenho tão só
que não sei o que me restou
Se as pedras no lago são minhas
quando rebatem formando linhas
e o reflexo confessa minha aparência.

Já vivo tão só que ando em zigzag
E antes que isso acabe
não repare se eu acabar
em outra forçada vivência.